BRASIL , Centro-Oeste , Mulher , de 26 a 35 anos

Meu Humor

Bem vindos ao blog meu blog.
Nome:Patricia
Filosofia de concurseira: "Se ouço, esqueço; se vejo, lembro; se faço, aprendo”.(Confúcio)
E-mail: patriciacampos2007@gmail.com
Cidade: DF
Formação acadêmica: Pedagoga especialista em Educação a Distância
Estudo atualmente para: Concursos
Concursos que estudo: MPU e Judiciário!
Lema: ESTUDAR ATE PASSAR!!
Bibliografia que eu recomendo: * Direito Constitucional Descomplicado-Vicente Paulo/Marcelo Alexandrino
* Direito Constitucional Esquematizado - Pedro Lenza
* Direito Administrativo-Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino
* Direito Constitucional em Exercicios-Zelio Maia
* Direito do Trabalho-Vicente Paulo, Marcelo Alexandrino e Glaucia Barreto
* Direito Eleitoral - Francisco Dirceu Barros
Professores que eu recomendo: Prof. Antonio Roger, Mário Jorge, Bertrand, Zelio Maia, Aylton, Vicente Paulo, Nilo, Moacir, Joao Marcos,Belfort, Jonofon, Mário Jorge.

Links

:: Coluna do William Douglas
:: Site do William Douglas
:: Correio Web
:: Vestcon
:: Editora Impetus
:: Concursos Previstos
:: Ponto dos Concursos
:: SOS Concursos
:: Lady Licosa
:: PCI Testes Online
:: Material Para Concursos Free

Vota??????o

D??? uma nota para meu blog

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

07/08/2011 a 13/08/2011

27/03/2011 a 02/04/2011

13/03/2011 a 19/03/2011

23/01/2011 a 29/01/2011

29/08/2010 a 04/09/2010

01/08/2010 a 07/08/2010

31/01/2010 a 06/02/2010

18/10/2009 a 24/10/2009

21/06/2009 a 27/06/2009

05/04/2009 a 11/04/2009

08/03/2009 a 14/03/2009

28/12/2008 a 03/01/2009

07/12/2008 a 13/12/2008

02/11/2008 a 08/11/2008

26/10/2008 a 01/11/2008

12/10/2008 a 18/10/2008

05/10/2008 a 11/10/2008

14/09/2008 a 20/09/2008

31/08/2008 a 06/09/2008

03/08/2008 a 09/08/2008

13/07/2008 a 19/07/2008

25/05/2008 a 31/05/2008

30/03/2008 a 05/04/2008

09/03/2008 a 15/03/2008

17/02/2008 a 23/02/2008

10/02/2008 a 16/02/2008

03/02/2008 a 09/02/2008

27/01/2008 a 02/02/2008

06/01/2008 a 12/01/2008

16/12/2007 a 22/12/2007

25/11/2007 a 01/12/2007

11/11/2007 a 17/11/2007

28/10/2007 a 03/11/2007

07/10/2007 a 13/10/2007

30/09/2007 a 06/10/2007

02/09/2007 a 08/09/2007

26/08/2007 a 01/09/2007

19/08/2007 a 25/08/2007

12/08/2007 a 18/08/2007

05/08/2007 a 11/08/2007

08/07/2007 a 14/07/2007

01/07/2007 a 07/07/2007

24/06/2007 a 30/06/2007

17/06/2007 a 23/06/2007

10/06/2007 a 16/06/2007

03/06/2007 a 09/06/2007

27/05/2007 a 02/06/2007

20/05/2007 a 26/05/2007

22/04/2007 a 28/04/2007

01/04/2007 a 07/04/2007

25/02/2007 a 03/03/2007

11/02/2007 a 17/02/2007

04/02/2007 a 10/02/2007

28/01/2007 a 03/02/2007

21/01/2007 a 27/01/2007

14/01/2007 a 20/01/2007

07/01/2007 a 13/01/2007

31/12/2006 a 06/01/2007

17/12/2006 a 23/12/2006

10/12/2006 a 16/12/2006

03/12/2006 a 09/12/2006

26/11/2006 a 02/12/2006

19/11/2006 a 25/11/2006

12/11/2006 a 18/11/2006

05/11/2006 a 11/11/2006

29/10/2006 a 04/11/2006

22/10/2006 a 28/10/2006

08/10/2006 a 14/10/2006

24/09/2006 a 30/09/2006

17/09/2006 a 23/09/2006

10/09/2006 a 16/09/2006

03/09/2006 a 09/09/2006

20/08/2006 a 26/08/2006

06/08/2006 a 12/08/2006

23/07/2006 a 29/07/2006

16/07/2006 a 22/07/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

02/07/2006 a 08/07/2006

25/06/2006 a 01/07/2006

18/06/2006 a 24/06/2006

04/06/2006 a 10/06/2006

21/05/2006 a 27/05/2006

09/04/2006 a 15/04/2006

19/03/2006 a 25/03/2006

26/02/2006 a 04/03/2006

12/02/2006 a 18/02/2006

05/02/2006 a 11/02/2006

15/01/2006 a 21/01/2006

01/01/2006 a 07/01/2006

18/12/2005 a 24/12/2005

11/12/2005 a 17/12/2005

04/12/2005 a 10/12/2005

20/11/2005 a 26/11/2005

13/11/2005 a 19/11/2005

06/11/2005 a 12/11/2005

30/10/2005 a 05/11/2005

23/10/2005 a 29/10/2005

09/10/2005 a 15/10/2005

02/10/2005 a 08/10/2005

25/09/2005 a 01/10/2005

18/09/2005 a 24/09/2005

04/09/2005 a 10/09/2005

28/08/2005 a 03/09/2005

14/08/2005 a 20/08/2005

07/08/2005 a 13/08/2005

31/07/2005 a 06/08/2005

24/07/2005 a 30/07/2005

17/07/2005 a 23/07/2005

10/07/2005 a 16/07/2005

03/07/2005 a 09/07/2005

19/06/2005 a 25/06/2005

22/05/2005 a 28/05/2005

15/05/2005 a 21/05/2005

08/05/2005 a 14/05/2005

01/05/2005 a 07/05/2005

24/04/2005 a 30/04/2005

17/04/2005 a 23/04/2005

27/03/2005 a 02/04/2005

Visitas

Cr???ditos

 

Olá concurseir@s, como vão os estudos?

A última vez que eu atualizei o meu blog foi em Março e já estamos em Agosto!! A explicação é porque há mtooo tempo eu não tenho estudado mais para concurso (e nem me empolgado tanto com esse tema) da mesma forma que eu era quando criei esse blog. 

Muitas coisas aconteceram desde 2005. Em 2009 comecei a trabalhar na minha área de formação, fiz uma pós-graduação, trabalhei como contratada no MPU, fiz muitaaaas coisas que não me permitia enquanto estava estudando, como viajar por exemplo. Viajei mto. Mto mesmo. Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Araxá, Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Goiânia, Rio e Sampa novamente, e por último, feito há 3 meses, Londres, Paris e Dubai. Descobri novos olhares, conheci novas pessoas, entendi que a felicidade não se vem de se passar em um concurso público, mas em estar bem consigo mesma, com a sua formação, pessoal e profissional, independente se vc é concursada ou não. O resto flui. Parece clichês, mas é isso mesmo. 

Descobri também que quando se faz um concurso na sua área de formação, suas chances aumentam consideravelmente. Prova disso que passei nas 2 únicas provas que fiz para a minha área, passei. O lance é ser chamada, pois por ser uma área de formação mtoo específica, chamam poucas pessoas. Mas considerando que nem para essas provas eu estudei, vi que o resultado foi mtooo bom.

Com o resultado abaixo obtido dia 03/08, voltei a ter gás para voltar aos livros. Dessa vez de uma forma mais madura, sem me desesperar, sem trocar minha família ou meus amigos nos momentos em que eu ou eles mais precisamos, sem trocar minhas crenças, valores e minha saúde por causa de uma prova. 

Nome: PATRICIA ... CAMPOS
Cargo/Área/Especialidade/Pólo de Classificação: TRT 23ª Região
AR - AN JUD - APOIO ESP PEDAGOGIA 
Candidato habilitado
Classificação: 39

Obrigada, de coração, a todos os concurseiros que tem acompanhado o meu blog e que aqui postam seus comentários. Leio todos, sem excessão, mas a vida corrida e a falta constante de acesso ao blog não me permite responder, em tempo hábil, a todas as observações colocadas. 

Gostaria também de agradecer a todos os professores que realmente fizeram a diferença nessa minha trajetória: FERNANDO MOURA (PORTUGUÊS), ANTÔNIO GERALDO (RAC. LÓGICO e MATEMÁTICA), ROGER AGUIAR (REGIMENTOS), VICENTE PAULO (CONSTITUCIONAL), MARCELO ALEXANDRINO (ADMINISTRATIVO), FLÁVIO ASSIS (ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E ORÇAMENTO).

Mais um conselho: USE FILTRO SOLAR!

 

 

Filtro Solar

Pedro Bial

Composição: Mary Schmich

Senhoras e senhores da turma de 2003:
Filtro solar!
Nunca deixem de usar o filtro solar
Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta:
usem o filtro solar!
Os beneficios a longo prazo
Do uso de filtro solar estão provados
E comprovados pela ciência
Já o resto de meus conselhos
Não tem outra base confiável
Além de minha própria experiência errante
Mas agora eu vou compartilhar
Esses conselhos com vocês...

Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude.
Ou, então, esquece...
Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado.
Mas pode crer, daqui a vinte anos você vai evocar as suas fotos
E perceber de um jeito que você nem desconfia, hoje em dia, quantas, tantas alternativas se escaravam a sua frente
E como você realmente tava com tudo em cima. Você não tá gordo, ou gorda

Não se preocupe com o futuro.
Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação
é tão eficaz quanto mascar chiclete
para tentar resolver uma equação de álgebra.

As encrencas de verdade da sua vida, tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada
E te peguam no ponto fraco às 4 da tarde de um terça-feira muito horrenda
Todo dia, enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade.
Cante.

Não seja leviano com o coração dos outros.
Não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.
Não perca tempo com inveja.
Às vezes se está por cima,
às vezes por baixo.
A peleja é longa e, no fim,
é só você contra você mesmo.
Não esqueça os elogios que receber.
Esqueça as ofensas.
Se conseguir isso, me ensine.
Guarde as antigas cartas de amor.
Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.

Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam,
aos 22, o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem.
Tome bastante cálcio.
Seja cuidadoso com os joelhos.
Você vai sentir falta deles.

Talvez você case, talvez não.
Talvez tenha filhos, talvez não.
Talvez se divorcie aos 40, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante.
Faça o que fizer, não se auto congratule demais, nem seja severo demais com você.
As Suas escolhas tem sempre metade das chances de dar certo, é assim pra todo mundo.
Desfrute de seu corpo, use-o de toda maneira que puder, mesmo!
Não tenha medo do seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele
É o maior instrumento que você jamais vai construir.
Dance! Mesmo que não tenha aonde além de seu próprio quarto.
Leia as instruções, mesmo que não vá segui-las depois.
Não leia revistas de beleza, elas só vão fazer você se achar feio!

Brother and sister
Together we'll make it through
Someday a spirit will take you
And Guide you there
I know you've been hurtin'
But I've been waiting to be there for you
And I'll be there just helping you out
Whenever I can

Dedique-se a conhecer os seus pais.
É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez.
Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado
e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.
Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons.

Esforce-se de verdade pra diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vida.
Porque quanto mais velho você ficar, mais você vai precisar das pessoas que conheceu quando jovem
More uma vez em Nova York, mas vá embora antes de endurecer.
More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer.
Viaje.

Aceite certas verdades inescapáveis: os preços vão subir, os politicos vão saracutiar, você, também, vai envelhecer.
E quando isso acontecer..
Você vai fantasiar que quando era jovem os preços eram razoáveis,
Os políticos eram decentes
E as crianças respeitavam os mais velhos.
Respeite os mais velhos. E não espere que ninguém segure a sua barra.
Talvez você arrume uma boa aposentadoria privada,
Talvez case com um bom partido, mas não esqueça que um dos dois pode de repente acabar.

Não mexa demais nos cabelos, senão quando você chegar aos 40, vai aparentar 85.
Cuidado com os conselhos que comprar,
mas seja paciente com aqueles que os oferecem.
Conselho é uma forma de nostalgia.
Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo, esfregá-lo,
repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.

Mas no filtro solar, acredite!

:: Postado por Paty ???s 11h46
::
:: Enviar esta mensagem

Especiais

Especiais Fonte: CorreioWeb

Cobrança em ser aprovado leva cada vez mais concurseiros à depressão

29/03/2011 11:35

Do CorreioWeb

Imagine a cena: você decide virar concurseiro (quero estabilidade, bom salário e todos os benefícios que um servidor tem direito). Você se matricula em um cursinho preparatório (vou estudar sério, obedecer a uma rotina e largar a "cervejinha" dos fins de semana). Já na primeira seleção, você dá de cara com mais de duzentos candidatos por vaga (estou preparado, estudei muito e, afinal, preciso só de uma chance). Infelizmente, você não é aprovado, mas persiste. E persiste. E nada de aprovação. A jornada diária de trabalho e estudos, as poucas vagas, a grande concorrência, a pressão familiar... tudo parece desmoronar. Triste, não? E não é só força de expressão. A cada dia mais cresce o número de candidatos em consultórios de psiquiatras e psicólogos, compartilhando o mesmo problema: a depressão.

Raquel Pimentel dos Santos conhece bem esse ciclo. Hoje, a técnica administrativa da Secretaria de Saúde do Distrito Federal conta como trilhou um caminho árduo para enfim ser tornar servidora. "Ser concurseiro é ser multifacetado. Você trabalha, estuda e ainda tem que cuidar dos filhos. A pressão para ser perfeita em cada uma dessas tarefas é grande e o resultado é o estresse, a mudança de humor, a hipertensão, os choros constantes, o isolamento e, principalmente, o sentimento de culpa", desabafa.

A depressão também faz parte da vida de Maria Silva*. Em 2008, ela participou do concurso da Agência Nacional de Transportes Terrestres e conseguiu ficar em quarto lugar - foram oferecidas apenas duas vagas efetivas para o cargo de especialista em regulação. Quase dois anos se passaram e ela já havia esquecido o certame, quando no final de 2010 o órgão enviou um e-mail informado que ela deveria enviar o currículo, porque logo seria chamada para o curso de formação. A alegria de Maria durou pouco, pois em seguida a ANTT enviou outro recado cancelando as informações passadas anteriormente. "Já tinha predisposição para depressão. Depois disso não parei mais de chorar, tive que procurar a ajuda de um psiquiatra e venho tomando uma série de antidepressivos. Agora estou me recuperando e vou tentar retomar os estudos esse ano - já que durante todo esse tempo tive dificuldades de concentração e aversão a qualquer coisa que me lembrasse concursos".

A história não é diferente com André G., que há cerca de quatro anos se inscreveu no certame do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul. De acordo com o concurseiro, ele acertou 69 das 70 questões da prova e a nomeação já era certa. Acontece que, ao sair da sala de aplicação dos testes, ele soube de irregularidades que ocorreram e o concurso acabou sendo cancelado. "Entrei em depressão a ponto de não conseguir pegar nos livros por dois meses, sem falar que ganhei cerca de 20kg. Aos poucos fui retomando a rotina de estudos, mas o meu rendimento despencou. Estava tão afetado que cheguei a ponto de ir ao Piauí fazer uma prova, ir até a porta da sala e desistir por não me achar preparado. O meio dos concursos é cruel, você tem que ser simplesmente o melhor, não tem espaço para o segundo lugar", lamenta.

De acordo com o psicólogo Fábio Calo, atualmente é muito comum estudantes apresentarem depressão devido ao grande contingente de pessoas que alimentam o sonho de ser servidor. "O concurseiro abre mão de muitos prazeres que dão equilíbrio à vida, como o convívio com a família, as saídas de fim de semana, as viagens... tudo para se dedicar aos estudos e isso acaba afetando seu rendimento. A depressão por vezes é o resultado de muita pressão. Nesses casos, a ajuda profissional é sempre bem vinda e o psicólogo é o especialista mais indicado. Seu trabalho irá consistir principalmente em motivar o paciente a continuar numa rotina eficiente de estudos em busca da aprovação".

Segundo Calo, os sintomas mais comuns entre os concurseiros depressivos são a queda na quantidade de tempo dedicado e na qualidade dos estudos, a dificuldade de concentração, a prática de atividades que os desviam dos estudos, as alterações no sono e na alimentação, a desesperança e a desistência.

Dentre as ações que são desenvolvidas pelo psicólogo estão as de esclarecer os objetivos individuais que levaram o concurseiro a querer ser um servidor - já que com a árdua rotina de estudos isso muitas vezes acaba sendo esquecido-; fazer com que ele enxergue e valorize as boas perspectivas que se concretizarão após a aprovação, como a melhora da qualidade de vida adquirida por meio da estabilidade financeira, emocional e familiar; e investigar se a pessoa possui outras patologias que atrapalham os estudos e contribuem para a evolução do quadro depressivo, como déficit de atenção e/ou transtorno de ansiedade.

Para evitar a doença, o recomendado é o equilíbrio. Em meio à disciplina e à dedicação aos estudos, não se esqueça de tirar um dia da semana para descansar a mente com leituras mais leves, não deixe de praticar algum tipo de atividade física e se relacionar com a família e encontre prazer na rotina de estudos. Essas são atitudes de equilíbrio que certamente contribuirão para amenizar as tensões da maratona de preparação e farão com que você, concurseiro, não desista do sonho do serviço público.

*Nome fictício.

:: Postado por Paty ???s 15h07
::
:: Enviar esta mensagem

Mídias sociais já são tema em provas de concursos públicos

 

Mídias sociais já são tema em provas de concursos públicos

Fonte: Concursos Correioweb

(Questão Cespe/UnB – Concurso ao Serpro 2010): “O Twitter é um serviço de microblogging gratuito que permite aos usuários compartilharem textos de, no máximo, 140 caracteres.”

A afirmativa está certa ou errada? Certíssima. Concurseiros, fiquem conectados! O tema Mídias Sociais já é conteúdo cobrado em provas específicas de concursos para a área de Comunicação Social e em breve será matéria consolidada nos editais de grandes seleções públicas. O tópico foi exigido nas últimas seleções da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), do Superior Tribunal Militar (STM) e do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

A tendência de que mais uma nova mania mundial vá parar em páginas de provas não é novidade. Há 15 anos praticamente ninguém imaginava que assuntos técnicos, antes restritos aos profissionais da área de Tecnologia da Informação – a exemplo do sistema operacional Linux –, viessem a ser exigidos amplamente em concursos públicos, em provas de Informática. “Só que a partir do momento que os computadores das repartições públicas passaram a ser equipados com programas de código livre, o Cespe começou a cobrar o conteúdo nas provas. A mesma coisa está acontecendo com as novas mídias”, explica o coordenador acadêmico do Cespe/UnB, Paulo Portela.

De fato os órgãos públicos já adotaram as redes sociais como ferramenta para interagir com a população. E essas ações não são mais apenas de divulgação, mas de interação real e simultânea com os internautas. O Ministério da Saúde, por exemplo, utiliza um programa que varre a internet em busca de dúvidas dos internautas para posteriormente esclarecê-las. Assim que o computador do órgão identifica a dúvida, uma equipe formada por 20 pessoas envia a resposta para o usuário. Na prática, se você digitar qualquer pergunta em seu Twitter sobre a prevenção da dengue ou sobre a doação de órgãos, por exemplo, o questionamento provavelmente será respondido pela equipe da pasta. “Geralmente a dúvida é respondida no prazo de um dia após a identificação da pergunta”, explica Fernanda Scavacini, coordenadora do Núcleo de Comunicação Interativa do Ministério da Saúde.

No Ministério da Cultura — que tem blog, página no Twitter e canal no YouTube ―, a internet já serviu até como plataforma para consultas públicas. A última, encerrada em 31 de agosto de 2010, colheu 7,8 mil contribuições via blog sobre as mudanças na lei de direito autoral. O órgão também abriu uma conta no Flickr para compartilhar fotos do dia a dia da ministra Ana de Holanda.

A Presidência da República também mantém um blog e um Twitter desde agosto de 2009, nos quais usa uma linguagem mais acessível para estabelecer um canal de comunicação com a sociedade. Já a Petrobras criou o blog Fatos e Dados para esclarecer posicionamentos da empresa e responder publicamente matérias jornalísticas que mencionam a estatal.

O especialista em mídias sociais Flávio Rosário, no entanto, alerta para a importância da boa administração de todas essas ferramentas para que as organizações possam alcançar o resultado almejado. “É necessário ter conhecimento. Uma funcionária descuidada foi demitida do STF por fazer piada com José Sarney usando o Twitter institucional do Supremo”, relembra. A mensagem dizia:

 

Ouvi por aí: “agora que o Ronaldo se aposentou, quando será que o Sarney vai resolver pendurar as chuteiras?”

O episódio virou “o assunto” na maioria dos portais de notícia em questão de segundos. E só depois foi esclarecido que a funcionária tinha se equivocado e que, na verdade, pensava estar escrevendo as mensagens de sua conta pessoal. Nesse sentido, Flávio Rosário acredita que a qualificação do servidor ainda é a melhor saída para suprir a crescente demanda por esses profissionais e evitar gafes. “O servidor não pode mais ignorar a imagem da instituição dele na internet. Essas ferramentas são cada vez mais importantes em setores de Ouvidoria ou Atendimento. Um auditor, por exemplo, pode muito bem receber uma denúncia de irregularidade de um cidadão comum por essas mídias”, observa.

 

Além disso, o especialista, que também já foi professor de Informática para Concursos, explica que quem tiver domínio do conteúdo vai sair na frente. “O concurseiro que se preparou durante anos pode ser pego de surpresa. O item de mídias sociais pode dar o ponto da sua aprovação”, alerta.

:: Postado por Paty ???s 13h47
::
:: Enviar esta mensagem

Para pensar...

Fonte: http://concursos.correioweb.com.br/htmls2/sessao_13/2010/03/15/interna_colunaparceiro/id_noticia=28285/interna_colunaparceiro.shtml

O que o William Douglas de hoje falaria para aquele William Douglas garoto de anos atrás, que decidiu prestar o primeiro concurso (acredito que para o Colégio Naval)? Que conselhos daria a ele? O que diria para ele fazer diferente?

William Douglas - Esta é a pergunta mais criativa. Do ponto de vista de serem boas perguntas, todas são, mas esta é quase filosófica.

Para o William do Colégio Naval eu diria que ele lesse meu livro "Como passar em provas e concursos". Estou certo que ele, mesmo inexperiente, olharia o livro como algo a ser estudado, praticado, assimilado... e o essencial está lá.

Mas talvez o melhor seria dizer para ele curtir mais a mãe, que iria morrer de câncer, e a adolescência e juventude, que passam muito rápido.

Eu diria que é possível ter sucesso sem sacrificar tanto, desde que se sigam alguns princípios.

Que ser feliz é importante, desde já, imediatamente.

E também diria a ele que, mesmo que fosse difícil para ele acreditar naquele momento, há garotas que se interessam mais pelos nerds do que pelos atletas musculosos e sarados (risos).

Bem, fora essas dicas, ainda faria mais uma coisa: não sei se o William entenderia isso naquela hora, mas daria para ele, numa tirinha de papel, algo escrito, citando Guimarães Rosa:

 

"O real não está na saída e nem na chegada, está na travessia".

:: Postado por Paty ???s 16h35
::
:: Enviar esta mensagem

DA RETA FINAL PARA O CONCURSO DO MPU

 

Fonte: http://www.pontodosconcursos.com.br/artigos3.asp?prof=301

 

DA RETA FINAL PARA O CONCURSO DO MPU

Esses dias, apareceu uma revista desconhecida lá em casa. Folheei a revista e, para não dizer que não achei nada de bom, achei uma reportagem, tímida, lá pelas últimas páginas, que me fez logo lembrar desse concurso do MPU (mente de concurseira é “monotemática”, né?!).

A revista dizia que uma empresa de consultoria qualquer mundo afora fez uma pesquisa para descobrir as razões da felicidade de uma pessoa. Até aí, não inovou nada, não é? Nós já ouvimos falar sobre várias dessas pesquisas.

O que me chamou atenção foi o resultado a que a pesquisa chegou em relação à infelicidade. O maior inimigo da felicidade, segundo eles, é o pensamento de curto prazo!

“Tá, Carol, mas o que isso tem a ver com o concurso do MPU?”. Quando você deixa de estudar para assistir à “Sessão de Tarde”, você está pensando somente no curto prazo, somente no prazer que aquele momento irá lhe proporcionar, imediatamente. Se você pensar a longo prazo, verá que as duas horas que você está dedicando a aquele filme podem ser decisivas na sua aprovação e interferirá, portanto, no seu futuro – em alguns casos, em toda a sua vida.

O pensamento de curto prazo, muitas vezes, domina nossas vidas, nas mais diversas facetas. É aquele que domina a sua mente quando você deixa de assistir a uma aula da faculdade para dormir um pouco mais; quando você deixa de poupar para gastar o seu dinheiro com amenidades; quando você fica com preguiça de fazer algum esporte, que fará bem à sua saúde, para assistir à televisão. Enfim, é aquele que te priva de oportunidades futuras (geralmente maiores) para viver momentos presentes.

O meu conselho aqui é que, na reta final para esse concurso, você pense grande, pense maior, pense no longo prazo! Todas as vezes em que quiser desistir do estudo para fazer qualquer outra coisa, menos relevante, lembre-se do quanto a aprovação nesse concurso pode mudar a sua vida!

Afinal, depois do dia 12 de setembro, você poderá tirar alguns dias de folga – merecidos – e fazer tudo aquilo de que você se privou no período de estudos.

Veja bem: não estou dizendo aqui que, com a aprovação no MPU, você será feliz. Olhe lá, não é isso! Até porque conheço vários pessoas que não se realizaram no órgão em que trabalham e tenho amigos que já, inclusive, largaram o serviço público.

Estou apenas dizendo que, se passar nesse concurso é o seu grande objetivo na vida neste momento e ser aprovado fará você muito feliz, você não pode deixar que pensamentos imediatistas tomem conta da sua mente nesta reta final.

Combinado assim?

Não se esqueça disso: o maior inimigo da felicidade é o pensamento de curto prazo. Pense grande, pense a longo prazo. Você será recompensado, pode apostar.

Que Deus abençoe você nessas semanas que antecedem a prova.

Um grande abraço a todos e força na peruca nos estudos,

Carol.

carolina@pontodosconcursos.com.br

:: Postado por Paty ???s 11h39
::
:: Enviar esta mensagem

 

Olá a tod@s!!!

 

Mais uma vez estou de volta. 6 meses depois, volto com algumas novidades.

 

PASSEI no concurso do SERPRO!!! E o que é melhor: para a minha área de formação: Pedagoga Especialista em Educação a Distância!!! Masss (sempre tem o “Mas”), não sei ainda se serei chamada. Passei em 51° para um concurso CR. É uma classificação baixa, como tudo é possível nessa vida, tenho fé de que posso ser chamada um dia. E se for, mudarei de emprego e de endereço: de Brasília partirei para Belo Horizonte, o que para mim não é problema nenhum rsrs.

 

Mas vamos ao que interessa: continuo no MPU e em Brasília não se fala em outra coisa a não ser nesse bendito concurso. Estou fazendo 3 cursinhos, todos só em exercícios. Estou falida rsrs mas tenho um trabalho que pode pagá-los, por isso nem reclamo. Mas, para os que não podem pagar por um cursinho, recomendo a resolução de MUITOS exercícios. Leitura de livros e lei seca apenas para recordar algo ou para se estudar algo que vc realmente não saiba. Apostilas em ÚLTIMO caso e mesmo assim para aqueles que não podem pagar pelos livros.

 

Por isso recomendarei alguns:

 

 

Acho que esses são os mais importantes. Se esqueci de algum é só me mandarem um e-mail.

 

Bons estudos!

:: Postado por Paty ???s 13h40
::
:: Enviar esta mensagem

MPU

 

Concurso de 2010: Ministério Público da União.

 

Daqui pra frente, tudo vai ser diferente, vc 'aprenderá' a ser gente!!!

:: Postado por Paty ???s 17h59
::
:: Enviar esta mensagem

G1 e os Concursos Públicos

 

Lista de Concursos e Oportunidades do G1

 

:: Postado por Paty ???s 17h50
::
:: Enviar esta mensagem

A boa filha à casa retorna!

Olá concurseiros.

Estou de volta, mas sem nenhuma novidade na área de concursos. Mas, por ironia do destino, estou trabalhando na minha área. Adivinhem onde? No MPU!! rsrsrs

Perdi aquele olhar romântico que eu tinha do serviço público (ótimo lugar para se trabalhar com pessoas legais). Vi que as únicas vantagens do serviço público são o salário e a estabilidade. Mas eu ainda continuo percorrendo esse duro caminho que é ser uma servidora pública rs.

Próximo concurso? TRT - BH!!

 

 

:: Postado por Paty ???s 18h56
::
:: Enviar esta mensagem

O ANO DOS TRTs


TRT - CE

Depois de autorizado, o concurso do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará o TRT-CE definiu a Fundação Carlos Chagas como a organizadora e responsável pelo concurso do TRT – CE.

O Edital do concurso do TRT – CE  será divulgado até o mês de Junho.

O concurso é destinado ao preenchimento das vagas de;

Técnico Judiciário – para o candidatos do com nível médio ou técnico, com salário inicial de R$ 4.031,87.
Analista Judiciário – para candidatos com nível superior com salário inicial de R$ 6.387,70.

O TRT fará contratações imediatas e cadastro de reserva e conforme o projeto de Lei 1.651/2007 deverão ser abertas mais 75 vagas para Técnico Judiciário e 79 vagas para Analista Judiciário.

Breve novas informações sobre o concurso do TRT - CE

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

TRT - MG

TRT de Minas Gerais define organizadora para concurso de analista e técnico judiciário

18/06/2009 16:40

Lídia Rezende - Do CorreioWeb

O Tribunal Regional do Trabalho da 3º região, em Minas Gerais, definiu a organizadora do concurso que prevê oportunidades de níveis médio e superior.

A Fundação Carlos Chagas será a responsável pela seleção que oferecerá vagas de técnico judiciário, função que exige nível médio e analista judiciário, para candidatos graduados. O valor da taxa de participação irá variar de R$ 55 a R$ 68.

Última Seleção

O último concurso do órgão para os postos de técnico e analista judiciário aconteceu em 2004. Ao todo, foram 490 vagas, sendo que 279 oportunidades eram destinadas a analistas e as 211 chances restantes eram para o cargo de técnico.

As remunerações foram de R$ 3.027,87 e R$ R$ 1.836,91, respectivamente. A Fundação Carlos Chagas também foi a responsável pelo processo seletivo.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

TJPR

TJPR abre concurso com 1.119 vagas de níveis médio e superior

22/06/2009 13:07

Lídia Rezende - Do CorreioWeb

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) lançou o edital do concurso que vai preencher 1.119 oportunidades efetivas e de cadastro reserva para níveis médio e superior. As vagas são destinadas ao provimento de cargos do 1º grau de jurisdição. Isso significa que os aprovados poderão ser lotados em várias cidades do Estado do Paraná. Os salários variam de R$ 1.422,00 a R$ 2.303,66. O próprio Tribunal é o organizador da seleção.

São 890 chances de técnico judiciário para candidatos que possuem ensino intermediário completo. Concorrentes graduados poderão disputar vagas de analista nas áreas do Judiciário (116), Psicologia (48), Assistência Social (31) e Contabilidade (34).

Inscrições
Os interessados poderão se cadastrar a partir da próxima quarta-feira (24/6) até às 15h do dia 13 de julho através do site http://portal.tjpr.jus.br/web/concursos . A taxa é de R$ 60 para nível médio e R$ 100 para nível superior.

Os participantes serão submetidos a provas objetivas, que acontecerão no dia 2 de agosto, na parte da manhã para os cargos de analista e no período da tarde para as funções de técnico. Candidatos de nível superior também passarão por avaliações discursivas, que serão realizadas no mesmo dia. Os exames serão aplicados em 12 cidades paranaenses.

Clique aqui para conferir o edital de abertura.

:: Postado por Paty ???s 18h49
::
:: Enviar esta mensagem

Planejamento autoriza concursos para 17 órgãos!!!!

Em tempos de crise econômica e cortes no orçamento para concursos públicos, vamos aproveitar!!!!!!

10/04/2009 11:45

Stefany Lima - Do CorreioWeb

Quem quer conquistar uma vaga no serviço público já pode se preparar. Desde o final de 2008, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) tem autorizado a realização de concurso público em vários órgãos. O CorreioWeb preparou uma lista com 17 seleções que serão realizadas no decorrer deste ano de 2009. Ao todo, serão oferecidas 7.068 oportunidades de todos os níveis de escolaridade. Confira!


Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)
Número de vagas: 260
Cargos: especialista (200), técnico em regulação de aviação civil (60)
Escolaridade: nível superior, nível médio

Salário: R$ 5.234,67 a R$ 10.648,00
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)
Número de vagas: 187
Cargos: auxiliar institucional, técnico e analista
Escolaridade: nível fundamental
Salário: R$ 2.274,42 a R$ 3.257,22.

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG)
Número de vagas: 287
Cargos: agente administrativo (255) e analista técnico-administrativo (32)
Escolaridade: nível superior, nível médio
Salário: não informado


Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)
Número de vagas: 279
Cargos: agente administrativo, administrador, contador, economista e analista de sistemas
Escolaridade: nível superior, nível médio
Salário: não informado

Ministério da Fazenda
Número de vagas: 2.020
Cargo: assistente técnico-administrativo
Escolaridade: nível médio
Salário: R$ 1,5 mil

Banco Central
Número de vagas: 20
Cargo: procurador
Escolaridade: nível superior
Salário: não informado

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG)
Número de vagas: 100
Cargo: especialista em políticas públicas e gestão governamental
Escolaridade: nível superior
Salário: não informado

Ministério da Educação
Número de vagas: 96
Cargo: professor
Escolaridade: mestrado em matemática, física, química e biologia
Salário: não informado

Ministério da Justiça
Número de vagas: 450
Cargos: agentes administrativos, administradores, arquitetos, arquivistas, assistentes sociais, bibliotecários, contadores, economistas, enfermeiros, engenheiros, estatísticos, médicos, odontólogo, psicólogo, sociólogo, técnico em comunicação social e analista técnico administrativo.
Escolaridade: Nível superior, nível médio
Salário: não informado

Ministério da Integração Nacional
Número de vagas: 293
Cargos: assistente e analista técnico-administrativo
Escolaridade: nível superior, nível médio
Salário: não informado

:: Postado por Paty ???s 11h17
::
:: Enviar esta mensagem

Enfim PEDAGOGA!!!!

Finalmente me formei!! Ufa, achei que esse dia não ia ia chegar nunca! Depois de 7 anos na UnB, ela me considerou enfim Pedagoga.

Agora é partir mais forte do que nunca para concursos de nível superior. Dei um tempo de concursos nesses últimos 3 meses por causa da monografia, mas agora é " agora ou nunca" (até pq ano que vem começa a corrida presidencial e nunca se sabe se os concursos irão continuar).

Bjs a tod@s

:: Postado por Paty ???s 20h20
::
:: Enviar esta mensagem

Da série "Cheguei Lá"

Fonte: http://www.obcursos.com.br/portal/OBPortal2008/home/chegueila4367.php
Publicado em 05/12/2008

 

Meu nome é Marcelo Hirosse, tenho 24 anos e acabei de ser aprovado em 5º lugar no concurso do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o cargo de Analista Judiciário - Área Administrativa. Atualmente sou Técnico Administrativo do Banco Central do Brasil (BACEN), passei no concurso de 2005. Na mesma época, também fui aprovado em 2º lugar no concurso da CAESB para o emprego de Técnico em Telecomunicações.

Sou formado em Engenharia de Redes de Comunicação pela UnB e foi justamente no meio de uma das diversas greves da universidade que resolvi estudar para o meu primeiro concurso, o do BACEN. Passei inclusive por uma situação hilária: apareci em uma reportagem feita no dia 31 de dezembro de 2005, na sala de estudos do Obcursos, na qual a repórter falava algo como: “É incrível como em plena virada do ano existam pessoas que largam suas famílias para se dedicar aos estudos em busca da tão sonhada vaga no serviço público”. E lá estava eu. Consegui o 26º lugar nesse concurso que tinha 35 vagas.

Para conquistar meu objetivo, privei-me dos “happy hours”, principalmente no meio da semana, de algumas horas de sono, de momentos de lazer no geral. Essa foi realmente a parte difícil, pois é necessário quebrar a rotina e entrar em uma fase de dedicação aos estudos. Reservava apenas um dia para sair, normalmente o sábado, pois podia acordar um pouco mais tarde no domingo, isso quando não havia aula, o que foi algo raro. Fiz o cursinho completo com início após a publicação do edital do concurso, o que por um lado é bom, pois as aulas são focadas no que realmente vai ser cobrado na prova, e por outro lado, ruim, porque o ritmo é intenso, praticamente em todos os dias existe aula marcada e, conseqüentemente, o tempo de estudo individual fica reduzido.

Fiz apenas dois cursos completos até hoje, ambos no Obcursos, um para o Banco Central do Brasil e o outro para o STJ e em ambos os casos obtive êxito, utilizando aproximadamente 2 meses e meio, que foi o tempo dos cursos, para estudar todo o conteúdo. Decidi focar no concurso do STJ após a realização da prova do STF para o cargo de Técnico Judiciário – Área Administrativa, no qual me classifiquei. Vi que tinha perdido uma grande oportunidade de ingressar no cargo de Analista do Poder Judiciário e resolvi não perder a última chance que teria no ano: o concurso do STJ, no qual também me classifiquei para Técnico Judiciário – Área Administrativa.

Gosto de fazer cursinho por três motivos: primeiro, para revisar a matéria que já sei ou aprender as novas; segundo, para entender a visão da banca examinadora, o que infelizmente é crucial, já que não basta saber o conteúdo, mas também a visão da banca sobre o assunto; terceiro, para manter um constante ritmo de estudo, determinado pelo desenvolver das aulas do cursinho. Não basta, entretanto, apenas assistir às aulas. Julgo ser de suma importância o aprofundamento por meio da leitura de livros e resolução de exercícios elaborados pela banca examinadora de seu concurso.

Ressalto que o importante para conquistar uma vaga no serviço público não é o tempo de estudo. Muita gente tem medo da concorrência simplesmente porque fulano estuda há 2 anos, ciclano há 1 ano, mas, por experiência própria, eu digo que isso não é um fator relevante. A diferença está na forma de estudar.

Meu método de estudo se baseia em alguns fatores: foco, planejamento e determinação. Quando falo de foco, refiro-me a ter apenas um concurso em mente, não dá certo atirar para todos os lados, o esquema é acordar, estudar, dormir, respirar pensando no concurso de seus sonhos. Dessa forma, é dedicado muito mais tempo para estudar as matérias específicas de seu concurso e para conhecer cada vez mais a banca examinadora que irá te avaliar. É claro que ao longo do percurso surgirão outros concursos e fazer essas provas será uma boa forma de testar os conhecimentos já adquiridos e arriscar a sorte por outros rumos também – o que aconteceu comigo no concurso da CAESB, embora não tenha tomado posse, já que optei pelo BACEN. Para mim, planejamento engloba a programação do que estudar, por quanto tempo e em quais dias. Levo isso tão à sério que cronometro meu tempo de estudo, só assim para saber quantas horas líquidas estive efetivamente em frente aos livros. Por fim, a determinação foi o mais importante dos fatores, pois só com ela foi possível me dedicar quase que exclusivamente aos livros. Sempre que começava a me desanimar, lembrava uma frase de Vicent T. Lombardi: “A diferença entre uma pessoa de sucesso e as outras não é a falta de força, nem a falta de conhecimento, mas particularmente a falta de determinação.”.

Hoje posso dizer de cabeça erguida: VALEU A PENA! Abdiquei-me dos diversos prazeres da vida enquanto estudava. Foi um período tenso, porém acho que todo esforço foi recompensado e não há melhor sensação que o sentimento de vitória. Penso que às vezes se torna necessário dar um passo para trás para conseguir dar um salto à frente e acredito que “quem planta, colhe”, em outra palavras, quem estuda com determinação, consegue alcançar seu objetivo: a aprovação.

:: Postado por Paty ???s 19h18
::
:: Enviar esta mensagem

Pessoal de Brasília em Sampa, indo fazer a prova do TRT da 2a região. A prova foi triste, mas a nossa animação continua a mesma. Por isso coloco um texto pra vcs do William Douglas.

Bjs


MAIS CASOS DE SUCESSO - 1

Você que está lendo esta coluna hoje e ainda não passou, saiba que se quiser, se continuar, se corrigir o que é preciso ser corrigido... e se persistir seu "caso de sucesso" poderá estar aqui dentro de algum tempo. Quanto tempo? Não sei, aliás, ninguém sabe, senão Deus. O que sabemos é que passar em concursos é um processo de crescimento, aprendizado e amadurecimento. Quem continua na "fila" um dia passa pelo grande "portal" que é a aprovação, nomeação e posse.

Quando você passa, a primeira coisa que pensa é "Caramba, foi mais fácil do que eu pensei!". Sim, isso é comprovado em minhas pesquisas com mais de 750.000 concurseiros para os quais já falei. Além disso, que é um fenômeno bem peculiar, a vida muda, você passa a ter uma série de prerrogativas, estabilidade, boa remuneração, status, muitas coisas boas, entre as quais a oportunidade de servir ao próximo e tornar esse país mais justo e decente.

Estamos perto do Natal, e acho que você merece se dar esse presente. Um presente para você, mas que beneficiará todas as pessoas ao seu redor. Vá à "loja" e "compre" para você um cargo. Como "comprar" um cargo? Bem, utilizando a moeda que se exige para esse "negócio": estudo, treino e dedicação.

Se este Natal e Ano Novo ainda vai ser sem seu cargo... tudo bem, acontece. Vamos começar a nos preparar para que no próximo Natal você esteja com seu "presente" ou, pelo menos, bem mais perto dele.

Quando falamos em concurso, se você aprender a crer, se organizar, estudar e treinar, é uma esperança bem fundada, uma expectativa justa e lastreada pela observação do que, de fato, acontece no mundo: todos os que fizerem o que precisa ser feito estarão trabalhando no serviço público mais cedo ou mais tarde.

Há centenas de milhares de pessoas que já passaram pelo mesmo caminho onde você está. Há horas em que se cansa, em que nos indagamos se vale a pena, se vai dar certo. A resposta certa: Sim, vale a pena; sim, vai dar certo. Apenas continue pilotando o navio, ok?

E, para se lembrar disso, e se inspirar, aqui vão mais alguns fragmentos de casos enviados para mim por gente como a gente.

Grande professor, amigo, conselheiro... Muitas foram as vezes em que eu "conversava" contigo, através de teus livros, e ficava me perguntando se realmente era concreta essa "história" de concurso público, se efetivamente funcionava.

Aos poucos, porém, fui ganhando experiência, caindo e aprendendo (adoro aquela frase segundo a qual "no concurso, como tudo na vida, é preciso cair e apanhar, para depois se começar a bater!"), e percebi que funcionava sim, para minha enorme alegria e felicidade.

Comecei cedo, é verdade,, com 17 anos, fazendo a inscrição no concurso do INSS. E hoje, passados 4 anos, inicio meu caminho no serviço público, mais precisamente no Poder Judiciário Estadual, pois, depois de 08 concursos, nos quais fui reprovado ou até mesmo aprovado, mas não convocado, chegou minha hora. Fiquei na fila, , aprendi com os erros, chorei com o cansaço, mas a persistência, tuas palavras e, principalmente, a certeza de que algumas renúncias eram apenas temporárias, fizeram-me mais forte e não permitiram que me abalasse. Hoje tenho um salário muito bom em termos de Brasil, principalmente para quem tem apenas 21 anos.

Também acredito na revolução e, absolutamente, transformarei meu metro quadrado (ou lutarei muito para tanto), com humildade e esperança, pois sou um eterno apaixonado pelo serviço público e pelo Direito.

Adoro teus livros, mormente o "Carta aos Concursandos". Tais livros, assim como outros de auto-ajuda que possuo, são responsáveis por fazerem verdadeira "blindagem psicológica", fator que me auxiliou a alcançar esse degrau e ser nomeado neste "cargo-meio" no qual atualmente me encontro.

Tenho em mente a certeza de que muito tenho a evoluir, como ser humano e como servidor, por maiores sejam as barreiras. Afinal, de nada adiantaria se todos os nossos objetivos fossem alcançados com facilidade e rapidez. Todas as conquistas seriam insossas e efêmeras.

Um forte abraço, de quem sempre esteve do teu lado!

(Leandro Ambros Gallon,é Técnico Judiciário Auxiliar)


Essa pessoa aqui em cima pagaram seus "preços" de sonho, trabalho e tempo de dedicação e esforço e, por isso, estão realizadas hoje. Se você seguir o mesmo caminho, também vai passar.

As técnicas de estudo, organização e realização de prova estão nos meus livros, e algumas registradas aqui neste site, ao longo dos artigos. No meu site existem mais técnicas e também um Informativo no qual você pode se cadastrar. Há outras pessoas que também falam sobre essas técnicas, amigos que seguiram a trilha que tive a honra de ser o primeiro a percorrer, há dez anos, quando lancei essa nova "disciplina", essa nova "matéria" (Como passar em provas e concursos). Você pode "conversar" comigo nos meus livros, mas também com Lia Salgado, Carlos André, Alex Viegas, Alexandre e Deme, Waldir Santos, Elyesley Silva...

Está tudo à sua disposição. Como digo no meu livro sobre superação pessoal, A Maratona da Vida, o fato é que: "todo o mundo está à sua disposição, escolha para onde quer ir".

Eu desejo a você, que escolheu o concurso, que continue até o fim. É uma belíssima carreira, vale a pena, é possível. Quando você passar (não disse "se passar", disse "quando passar", repare, pois as palavras que escrevo aqui foram bem escolhidas), teremos algumas outras conversas se me permitir.

Mas, por ora, camarada, apenas quero lembrar que vale a pena, que é possível, que outros como você estão conseguindo e você também pode. Pode, quer e vai conseguir.

Com abraço fraterno, de concurseiro e de "guru",
William Douglas

 

:: Postado por Paty ???s 20h34
::
:: Enviar esta mensagem

Dia de Fúria



Essa semana não foi nada fácil pra mim, a começar por sexta feira passada.

Resolvi corrigir a minha prova do TRT e vi que cerca de 4 questões eu errei por PURA falta de atenção. Sabe qdo vc olha para a questão certa, fica em dúvida e no final marca a errada. Isso sem falar que na única questão que foi anulada foi justamente a que eu acertei. Resultado: só acertei 34 questões de 50. Pretendia errar no máximo 5 e nao 16!!!!! Passei o dia todo de mau humor. Pra piorar lei no Orkut que um cara que errou apenas 2 questões ficou em quase 1000° na colocação final no TRT-AL!!!!! Imagina quem gabaritou???!! Deve ter ficado em 200°. Isso me desanimou MUITO porque em se tratando de FCC não basta vc ser o melhor. Além de ser o melhor vc deve ser o mais idoso, etc etc etc...Nunca imaginei que algum dia na minha vida eu ia preferir com todas as minhas forças o CESPE.

Saiu hj a concorrência pro TRT-SP: algo em torno de 4.820 por vaga pra médio e 4.068 pra superior. E agora José? Como será daqui pra frente? Saiu o TRE-GO e sairá o TRE-MG! Só que dessa vez será o bendito CESPE. Faço pros dois cargos, embora a matéria de Analista seja muiiiiiitoooo maior, ou continuo tentando pra médio?

JOSÉ
Carlos Drummond de Andrade

E agora, José?

A festa acabou,

a luz apagou,

o povo sumiu,

a noite esfriou,

e agora, José ?

e agora, você ?

você que é sem nome,

que zomba dos outros,

você que faz versos,

que ama protesta,

e agora, José ?


Está sem mulher,

está sem discurso,

está sem carinho,

já não pode beber,

já não pode fumar,

cuspir já não pode,

a noite esfriou,

o dia não veio,

o bonde não veio,

o riso não veio,

não veio a utopia

e tudo acabou

e tudo fugiu

e tudo mofou,

e agora, José ?


E agora, José ?

Sua doce palavra,

seu instante de febre,

sua gula e jejum,

sua biblioteca,

sua lavra de ouro,

seu terno de vidro,

sua incoerência,

seu ódio - e agora ?


Com a chave na mão

quer abrir a porta,

não existe porta;

quer morrer no mar,

mas o mar secou;

quer ir para Minas,

Minas não há mais.

José, e agora ?


Se você gritasse,

se você gemesse,

se você tocasse

a valsa vienense,

se você dormisse,

se você cansasse,

se você morresse…

Mas você não morre,

você é duro, José !


Sozinho no escuro

qual bicho-do-mato,

sem teogonia,

sem parede nua

para se encostar,

sem cavalo preto

que fuja a galope,

você marcha, José !

José, pra onde ?

:: Postado por Paty ???s 14h53
::
:: Enviar esta mensagem